Dicas de Massagem, Massagistas, Notícia, Tipos de Massagem

A História da Massagem

Por volta de 1780, a palavra massagem era usada na Índia, tendo surgido na maioria das culturas Européias por volta de 1800.

A massagem é mencionada como uma forma de tratamento nos registros médicos mais antigos, e seu uso persistiu durante toda a história escrita.

A história da massagem é extensa e complexa.
I – Aspectos Gerais da História da Massagem

Época Pré-histórica

Apesar de existir pouca evidência de que a massagem era praticada como uma arte curativa nos tempos pré-históricos, parece muito provável que isto ocorresse. Não é preciso muito para acreditar que algumas técnicas de massagem manual estavam em uso regular naquela época, juntamente com aplicação de vários compostos medicinais derivados de plantas, matéria orgânica e materiais inorgânicos.

História Antiga

O uso de técnicas de massagem manual em muitas culturas antigas está sobejamente registrado em documentos pictóricos e escritos. A massagem também está descrita em um dos primeiros dos grandes textos médicos da Índia antiga. Quase todas as grandes culturas antigas do mundo descreveram, com certo detalhamento, os usos e benefícios da massagem, que freqüentemente era combinada com outros tipos de tratamento tradicional, sobretudo os tratamentos por banhos. As culturas egípcias, persa e japonesa, em particular, enfatizaram muito o uso da massagem e destes tratamentos correlatos.

História Moderna da Massagem Médica (Europa, principalmente Grã-Bretanha)

Avanços no estudo da anatomia e fisiologia possibilitaram que os cientistas da época compreendessem mais acerca dos efeitos e usos de algumas dessas tradições mais antigas.

História da massagem

A descoberta da circulação sangüínea por Harvey, em 1628 contribui para aumentar a aceitação da massagem, como medida terapêutica.

A mais famosa e duradoura influência para a massagem é a contribuição dada por Pehr Ling (1776-1839). Ling desenvolveu seu próprio estilo de massagem e exercícios, que mais tarde adquiriram reconhecimento internacional.

Na Holanda, Johann Mezger (1839-1909) também utilizou amplamente da massagem tendo criado um estilo próprio.

Em 1894 na Inglaterra, um grupo de quatro mulheres fundou a Society of Trained Masseuses. Durante a Primeira Guerra Mundial, o número de membros aumentou e por volta de 1920, havia cerca de 5.000 membros praticantes.

Nesse mesmo ano, a sociedade fundiu-se com o Instituto de Massagem e Exercícios Terapêuticos (em Manchester).

A massagem considerada isoladamente passou a se tornar cada vez menos importante, à medida que outros modos de reabilitação iam se desenvolvendo.

Em muitas culturas asiáticas antigas, como a China, Japão e Índia, a massagem é ainda utilizada como parte dos métodos “tradicionais” de tratamento. Hoje em dia, graças ao ressurgimento do interesse na medicina holística e nos conceitos muito popularizados de bem-estar, o público, em geral, ainda deposita grande fé na colocação das mãos.

Existem muitas variações da técnica utilizada na massagem recreacional. Embora muitas dessas técnicas façam o cliente se sentir bem, elas podem Ter pouco valor terapêutico.

Massagem recreacional pode ser definida assim:

O uso de diversas técnicas manuais que objetivam aliviar o estresse e promover o relaxamento e o bem-estar geral em uma pessoa que não tem um problema de saúde definível.

Massagem terapêutica pode ser definida assim:

O uso de diversas técnicas manuais que objetivam promover o alívio do estresse ocasionando relaxamento, mobilizar estruturas variadas, aliviar a dor e diminuir o edema, prevenir a deformidade e promover a independência funcional em uma pessoa que tem um problema de saúde específico.

Tendo em vista que os efeitos principais da massagem terapêutica são mecânicos, uma técnica que não possui um componente mecânico não pode funcionar com base nos mesmos princípios.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *